José Márcio Leão garante vaga na maratona do Mundial

Com 2h08m40s, José Marcio Leão da Silva conseguiu, na Maratona de Milão, neste domingo (3/4), o índice para a maratona do Mundial do Oregon. (Foto de Tião Moreira)
Com 2h08m40s, José Marcio Leão da Silva conseguiu, na Maratona de Milão, neste domingo (3/4), o índice para a maratona do Mundial do Oregon. (Foto de Tião Moreira)

O brasileiro José Marcio Leão da Silva conseguiu, neste domingo (3/4), o índice para a maratona do Mundial do Oregon, que acontece na cidade americana de Eugene, de 15 a 24 de julho deste ano. O fundista foi o 11º colocado na Maratona de Milão, na Itália, com o tempo de 2h08m40s. O índice exigido para qualificação no Mundial é 2h11m30s e termina em 29 de maio.

Siga o Corrida Informa no Instagram
O Corrida Informa também está no portal do Lance

O campeão da Maratona de Milão foi o queniano Titus Kipruto, com 2h05m05s, seguido pelo compatriota Daniel Kibet, com 2h05m20s, e por Alphonce Felix Simbu, da Tanzânia, com 2h06m20s. Entre as mulheres, o primeiro lugar foi da queniana Vivian Kiplagat, com 2h20m18s. A segunda colocada foi a etíope Tilahun Getahun, com 2h22m19s, e a compatriota Anmut Dargie ficou em terceiro, com 2h22m21s.

José Márcio, Daniel Nascimento e Paulo Roberto estão classificados para o Mundial

O pernambucano José Marcio, de 31 anos, é treinado por Danilo Gonzaga de Souza há mais de dois anos e defende a Associação Desportiva e Cultural Alto do Ipiranga, de Pernambuco. Ele é o terceiro brasileiro qualificado para a maratona do Mundial de Atletismo do Oregon. Daniel Ferreira do Nascimento garantiu sua vaga com o tempo de 2h06m11s, obtido no dia 5 de dezembro de 2021, na Maratona de Valência, na Espanha. O outro classificado é Paulo Roberto Paula, que marcou 2h09m51s na Maratona de Sevilha, em 20 de fevereiro deste ano. Cada país só pode ter três representantes em cada prova do Mundial.

COMPARTILHE
Sobre Iúri Totti 1216 Artigos
Iúri Totti é jornalista, com mais de 30 anos de experiência na grande imprensa, principalmente na área de esportes. Foi o criador das sessões “Pulso” e “Radicais” no jornal O Globo. Tem 13 maratonas, mais de 50 meias maratonas e dezenas de provas em distâncias menores. "Não me importo em ser rápido. A corrida só precisa fazer sentido, dar prazer."