6 H Virtual Global Solidarity será neste fim de semana

Felipe Costa é um dos ultramaratonistas brasiloeiros convocados para a 6 H Virtual Global Solidarity. (Divulgação/CBAt)
Felipe Costa é um dos ultramaratonistas brasiloeiros convocados para a 6 H Virtual Global Solidarity. (Divulgação/CBAt)

A 6 H Virtual Global Solidarity, iniciativa da Associação Internacional de Ultramaratonistas (IAU, na sigla em inglês), vai ser realizada no próximo fim de semana (20 e 21 de março) como uma forma de incentivar os atletas de todo o mundo que pararam de competir por causa da pandemia do novo coronavírus. Além disso, todos os participantes da seleção brasileira estão fazendo campanhas para a arrecadação de alimentos, roupas, brinquedos ou dinheiro para ajudar as pessoas mais necessitadas neste momento difícil que o país passa.

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) deu aval para a realização da segunda edição do evento virtual (o primeiro foi em agosto de 2020), com os participantes tomando todos os cuidados e seguindo as recomendações das autoridades de saúde de cada cidade.

Equipe brasileira da 6 H Virtual Global Solidarity terá 14 atletas

Foram convocados 14 atletas para representar o Brasil – nove homens e cinco mulheres. Outros atletas que queiram participar do desafio de correr por seis horas, em esteira ou em circuitos controlados, podem fazer as inscrições por meio de duas empresas: Correr Toledo (045-998052667) e Star Runner Eventos (019-99822 9817).

No feminino, foram convocados Hellen Cristina Caldeira de Delluque, Luciana Beatriz Freitas Rocha, Neide Rosa Sousa, Rosivania Sorares da Silva e Jennys Menezes Barillas. Já no masculino estarão Felipe da Costa Silva, Marcelo Henrique Rocha, Cleiser dos Santos, Eduardo Silvério Calixto, Luciano Alves Souza, Marcio Batista Oliveira, Urbano Cracco Junior, José Nilton Soares e Itacir Mochnacz.

Arrecadação de alimentos para cestas básicas

O catarinense Felipe Costa é um dos principais ultramaratonistas brasileiros, vencedor do Campeonato IAU Continental de 100Km Américas, disputado em 2019, na cidade de Bertioga, em São Paulo. “Vai ser um evento muito estimulante e, ao mesmo tempo, beneficente”, lembrou Felipe, que vai correr num circuito de 1km no domingo em um estacionamento de um shopping, que está fechado, em Tubarão (SC). “Vai ser muito importante para os ultramaratonistas que pouco podem competir”, disse o atleta e também treinador da F3 Assessoria Esportiva, que destinará todo o dinheiro arrecadado para a compra de cestas básicas para a Igreja Santa Teresinha do Menino Jesus. “Fiz uma conta na vakinha.com.br para ajudar as pessoas necessitadas que são atendidas pela igreja. Na primeira edição foram entregues quase 100 cestas.”

A paranaense Luciana Beatriz Freitas Rocha, campeã em novembro de 2020 da Ultramaratona de Indaiatuba (SP), quando completou os 100 km em 9h28m42s, está feliz por participar da iniciativa. Fisioterapeuta especializada em cuidados de idosos, ela acha válida a ação solidária. “Mesmo com as dificuldades de treinamento, terei a oportunidade de voltar a competir de maneira virtual e representando o Brasil”, disse. “Vou fazer as 6 H no domingo, numa região bem tranquila, perto do Parque das Águas, que está fechado, em São José dos Pinhais”, completou a corredora, que vai ajudar a ONG SOS 4 Patas de Campo Largo.

Campeã da 100K Américas 2019 vai correr em Brasília

Já brasiliense Hellen Cristina Caldeira Delluque, campeã do IAU Continental de Ultramaratona de 100km Américas, em 2019, em Bertioga (SP), vai correr no sábado (20/3), no estacionamento 10 do Parque da Cidade Sarah Kubistchek, em Brasília, em um circuito de 4km. “Estou muito feliz por voltar a representar a seleção brasileira, ainda mais aos 50 anos. Isso é uma honra imensa, um privilégio muito grande”, comentou a professora, que terá durante a prova um local perto, também no Parque da Cidade, especialmente para receber doações (roupas, alimentos, produtos de higiene) que serão destinadas para a Creche Tia Tatá, que atende crianças carentes de comunidades locais.

Para apoiar os atletas na iniciativa, foi montada uma comissão técnica que estará à disposição para ajudar no que for necessário. A equipe é formada por Adeluci Moraes, Marcos Gomes da Silva, Carlos Henrique Rufino Gusmão, Luís Fernando Garcia Pato (fisioterapuera), Itamar Augusto Goés, André Alanón Vazquez, Patrícia Aguiar (médica) e Oscar Susso (psicólogo).

“Diante de tantos cancelamentos e adiamentos de competições, é importante estimular nossos atletas tanto a correr como para fazer o bem”, comentou Oscar Susso, assessor da Confederação Brasileira de Atletismo para ultramaratonas.

COMPARTILHE
Sobre Iúri Totti 1090 Artigos
Iúri Totti é jornalista, com mais de 30 anos de experiência na grande imprensa, principalmente na área de esportes. Foi o criador das sessões “Pulso” e “Radicais” no jornal O Globo. Tem 13 maratonas, mais de 50 meias maratonas e dezenas de provas em distâncias menores. "Não me importo em ser rápido. A corrida só precisa fazer sentido, dar prazer."