Com recorde, José Eraldo de Lima é bicampeão da Mizuno Uphill Marathon. Dione DAgostini vence no feminino. Pré-inscrições para 2019 já estão abertas

Corredor supera uma das 284 curvas da Serra do Rio do Rastro durante a Mizuno Uphill Marathon. Foto de Cristiano Andujar/Divulgação Mizuno
Corredor supera uma das 284 curvas da Serra do Rio do Rastro durante a Mizuno Uphill Marathon. Foto de Cristiano Andujar/Divulgação Mizuno

O clima frio e a garoa fina contribuíram para que José Eraldo de Lima conquistasse, no sábado (1/9), o bicampeonato da Mizuno Uphill Marathon, com largada em Treviso, às 7h, e chegada em Bom Jardim da Serra, com as 284 curvas da Serra do Rio do Rastro pelo caminho, em Santa Catarina. Com o tempo de 3h00m56s, esse paranaense baixou em sete minutos seu próprio recorde. No ano passado, com sol forte, ele teve sua primeira vitória na única maratona de subida do Brasil, com 3h07m53s. No feminino, a paranaense Dione D’Agostini foi a campeã, com 3h39m46s. Nos 25km, Rodrigo Correa e Ana Rita Dornelles foram os vencedores. Já no Desafio Samurai, que conta com a somatória das distâncias de 42km e 25km (67km), os melhores foram, novamente, Fernando Beserra da Silva e Letícia Saltori.

O paranaense José Eraldo de Lima conquista, com recorde, o bicampeonato da Mizuno Uphill Marathon. Foto de Cristiano Andujar/Divulgação Mizuno
O paranaense José Eraldo de Lima conquista, com recorde, o bicampeonato da Mizuno Uphill Marathon. Foto de Cristiano Andujar/Divulgação Mizuno

Foram cerca de sete mil atletas pré-inscritos na Mizuno Uphill Marathon, que disputaram as 1.500 vagas da prova. Na maratona, foram 900 participantes, outros 600 nos 25km e 39 no Desafio Samurai 67km .

“Só tenho a agradecer por mais essa vitória, nesse evento maravilhoso”, afirmou o bicampeão, que teve a companhia no pódio de Marcelo Rocha, com 3h06m29s, e Ricardo Sobuski, com 3h08m28s.

Com 3h39m46s, Dione D'Agostini conquista a Mizuno Uphill Marathon pela primeira vez. Foto de Cristiano Andujar/Divulgação Mizuno
Com 3h39m46s, Dione D’Agostini conquista a Mizuno Uphill Marathon pela primeira vez. Foto de Cristiano Andujar/Divulgação Mizuno

No feminino, Dione D’Agostini encerrou o domínio da também paranaense Letícia Saltori nos 42km, campeã das últimas três edições da prova.  A disputa pela liderança foi acirrada entre as duas e mais Conceição Piauí, mas a atual campeã levou vantagem nos quilômetros finais, fechando em 3h39m46s, com Letícia marcando 3h46m29s e Conceição Piauí, 3h48m03s.

Nos 25km, que teve largada às 16h, na cidade de Lauro Muller, o primeiro a cruzar o pórtico de chegada foi Rodrigo Correa, em 2h03m37, seguido por Waldenor Pereira, com 2h06m55s, e Renato Belegante, com 2h09m12s. Entre as mulheres, a vencedora foi Ana Rita Dornelles, com 2h34m30s, com Fernanda Stähelin em segundo, com 2h40m35s, e Letícia Saltori, em terceiro, com 2h42m21s.

Em seu terceiro ano de realização, o Desafio Samurai repetiu os campeões de 2017. No masculino Fernando Beserra da Silva teve o tempo total de 5h29m14s (3h12m59s nos 42km e 2h16m15s nos 25km), seguido por Gabriel Picarelli, com 5h38m27s (3h09m58s nos 42km e 2h28m29s nos 25km), e Gabriel Pinheiro Paim, com 5h44m37s (3h25m36s nos 42km e 2h19m01s nos 25km). No feminino, apenas Letícia Sartori subiu ao pódio, com o tempo total de 6h28m50s (3h46m29s nos 42km e 2h42m21s nos 25km).

 “Foi uma prova sensacional e de alta performance. A cada ano os atletas vêm mais preparados, o que proporciona quebra de recorde como a que tivemos agora, transformando a Mizuno Uphill em um grande acontecimento do esporte”, disse Eduardo Oliveira, gerente de marketing esportivo da Mizuno.

As pré-inscrições para a sétima etapa, prevista para 7 de setembro de 2019, já estão abertas no site do evento, no valor de R$ 25 até 16 de outubro de 2018 ou atingir 10 mil pré-inscritos.

Mizuno Uphill Marathon 2019, na Serra do Rio do Rastro, já está com suas pré-inscrições abertas

COMPARTILHE
Sobre Iúri Totti 951 Artigos
Iúri Totti é jornalista, com mais de 30 anos de experiência na grande imprensa, principalmente na área de esportes. Foi o criador das sessões “Pulso” e “Radicais” no jornal O Globo. Tem 13 maratonas, mais de 50 meias maratonas e dezenas de provas em distâncias menores. "Não me importo em ser rápido. A corrida só precisa fazer sentido, dar prazer."

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*