Palavra de especialista: Estabeleça seus desafios com coerência, por Vanessa De Figueiredo Protássio

Há três meses completamos um desafio esportivo, a Maratona do Rio de Janeiro, que recebeu mais de 30 mil pessoas vindas de todo o mundo. A grande maioria, mesmo com um verão em pleno inverno, se reuniu para clamar: missão dada, missão cumprida!

O que mais chamou minha atenção ao final da competição foi que muitos competidores, amadores de diferentes níveis, ao terminar a prova, já estabeleciam seus novos desafios sem dar um tempo de restabelecimento para o corpo e a mente.
Esta visão pode ser moderna, com soluções rápidas, considerando a velocidade das informações, porém o organismo necessita de outra forma para se recompor, para manter a continuidade do exercício físico sustentado pela ótica da saúde.
Este cuidado prioriza a qualidade do treinamento e do desempenho em uma competição. Desenvolver um processo com a devida atenção significa respeitar o próprio corpo e suas limitações, e aprimorar todos os seus pontos com a finalidade de potencializar as forças de sustentação do atleta.
Cada pessoa é um organismo em equilíbrio que pretende manter este princípio, portanto é importante viver dentro do melhor conceito de qualidade de vida. Logo, trabalhe com qualidade e coerência. Planeje seus desafios, o número de provas que disputará e seus diferentes graus de complexidade. Essa estratégia permitirá aproveitar 100% de suas conquistas, pois planejando se tem a chance de ser bem-sucedido, de se reconhecer, se fortificar e de sentir-se satisfeito.
Escreva sua história de desafios com sucesso. Considere que os comandos são dados a partir de um treinamento físico e mental, implementando uma experiência com equilíbrio e garantindo um futuro com saúde.
Vanessa de Figueiredo Protássi, é psicóloga especializada em sport coach e corredora

COMPARTILHE
Sobre Iúri Totti 1005 Artigos
Iúri Totti é jornalista, com mais de 30 anos de experiência na grande imprensa, principalmente na área de esportes. Foi o criador das sessões “Pulso” e “Radicais” no jornal O Globo. Tem 13 maratonas, mais de 50 meias maratonas e dezenas de provas em distâncias menores. "Não me importo em ser rápido. A corrida só precisa fazer sentido, dar prazer."

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*