Ultramaratonista promete correr em menos de 15 horas as 100 milhas do FKT Rio One Hundred®️ Caminho do Imperador, neste sábado

Márcio Souza: "Vou subir um pouquinho esse sarrafo da FKT Rio One Hundred Caminho do Imperador. Vou correr bem para baixar esse tempo. Pode marcar 14 horas e 50 minutos". (Divulgação)
Márcio Souza: "Vou subir um pouquinho esse sarrafo da FKT Rio One Hundred Caminho do Imperador. Vou correr bem para baixar esse tempo. Pode marcar 14 horas e 50 minutos". (Divulgação)

A terceira e penúltima rodada do FKT Rio One Hundred® Caminho do Imperador, neste sábado (5/12), vai pegar fogo. O “incendiário” será Márcio Souza, o Marcinho. Ele promete baixar para 14 horas e 50 minutos o recorde da prova obtido por César Picinin, no último sábado, de 15 horas, 46 minutos e 34 segundos. Para esquentar a disputa pelo título, hastag #breaking15 é lançada.

Provocado por João Andrade, o UltraCEO da One Hundred®, durante entrevista com os participantes da etapa, Marcinho, de 45 anos, foi categórico quando perguntado sobre o  tempo que faria nas 100 milhas (160,94 km) entre Barra Mansa e a Catedral de Petrópolis. “Vou subir um pouquinho esse sarrafo. Vou correr bem para baixar esse tempo. Pode marcar 14 horas e 50 minutos. A gente tem que ser ousado”, afirma o ultramaratonista de 45 anos. “A vida inteira eu treinei no meu limite. Se você entra numa competição, tem que dar o seu melhor. Numa peça de teatro, você quer ser o ator principal ou a plateia? Eu quero ser o protagonista”, afirmou Marcinho. 

A etapa deste fim de semana, com largada às 17h, terá, além de Marcinho, Alexsandro Alves, Carlos Gusmão e Thiago Moreira. Cláudia Almeida é a única desafiante feminina. 

Mais uma mulher na disputa pelo FKT RIO One Hundred®

Aos 52 anos, Cláudia vai fazer suas primeiras 100 milhas ininterruptas, tendo como alvo a superação do recorde de 20 horas, 43 minutos e 48 segundos, obtido por Adriana Rosa, na última etapa, na semana passada. No currículo, Cláudia tem títulos na Gerês Trail Adventure Portugal 220 km e 210 km, divididas em sete etapas; na Fôz Coa Trail Adventure Portugal 155 km; na Ultramaratona dos Perdidos 105 km; na Ultra Desafio Passa Quatro 120 km com revezamento de dupla; e na La Misíon Brasil 55 km. 

Adriana Rosa comemora seu recorde na FKT Rio One Hundred® Caminho do Imperador. (Allan Carvalho/Divulgação)
Adriana Rosa comemora seu recorde na FKT Rio One Hundred® Caminho do Imperador. (Allan Carvalho/Divulgação)

“O trabalho físico e mental já foi realizado, e a equipe está muito motivada. Claro que um pouco de ansiedade sempre vai existir, até porque o tempo pode ser uma surpresa. Chuva, sol ou frio? Eu particularmente tenho melhor rendimento nos dias mais frios. A Adriana fez uma excelente prova, foi muito constante, mas tenho as minhas estratégias para ir em busca de um sub20, só que é segredo. Sou uma corredora rápida e acostumada a subir montanhas, então tudo é questão de estar em um dia bom e encaixar a prova perfeita”, destaca a ultramaratonista mineira de Ouro Preto.

Um dos quatro concorrentes ao melhor tempo masculino, Carlos Gusmão, de 41 anos, também possui uma vasta experiência. Entre suas principais provas estão a Spartathlon 246 km, na Grécia, por quatro vezes; a Badwater 135 Ultramarathon 217K km Vale da Morte, nos EUA; e a Brazil 135 Ultramarathon 217 km, por duas vezes. Ele também foi campeão geral na Caminhos de Rosa Ultramarathon 250 km, na Nit Ultra Run 12h 110 km e na Ultra 12h Night Run Vila Velha 110 km. No próximo fim de semana, seu desafio é completar a prova abaixo do recorde de César Picinin. 

“Minhas expectativas são as melhores. Estou contando as horas para vivenciar esse desafio. O que tem me chamado atenção é a beleza do percurso e o alto nível dos atletas, que, a cada round, têm se superado e conseguido grandes marcas. Picinin fez uma marca extraordinária, classifico como uma meta difícil de superar. Ele foi muito rápido, principalmente no terço final da prova, que é a parte mais dura. Vou em busca do meu melhor e acredito que a etapa final do percurso vai definir o resultado da prova”, projeta o ultramaratonista, capixaba de Vila Velha. 

Prova pode ser acompanhada em tempo real

Você pode acompanhar o desafio em tempo real por meio do GPS disponível no link: https://gps.stopandgo.pro/2. Após a etapa deste sábado, haverá apenas mais uma rodada, no próximo dia 12, que terá a participação dos ultramaratonistas Ligia Almeida, Leonardo Maciel, Isaac Cordeiro, Iazaldir Feitosa e Hugo Gonçalves, vencedor do Douro FKT, em Portugal.

O FKT Rio One Hundred®️ contemplará os vencedores no masculino e no feminino com prêmio de R$ 700 (o equivalente a one hundred pounds); gratuidade na inscrição na One Hundred®️ World Series Brasil 2021 e na One Hundred®️ World Itália 2021, com direito a despesas da viagem e acesso à área VIP; além de equipamento oficial One Hundred®️. 

Sobre a One Hundred®️

Organização sediada em Londres, a One Hundred®️ tem como objetivo mudar o atual paradigma do ultra mountain trail, agregando inovação e tecnologia à construção de uma estrutura padronizada mundialmente. A One Hundred®️ World Series terá as distâncias de 10 (16 km), 25 (40 km), 50 (80 km) e 100 (160 km) milhas, começando por Brasil e Itália em 2021, com expansão para outros países.

Outro foco será a preparação de atletas, com a organização de training camps e edições especiais de corridas, com distâncias mais curtas, em diferentes países, incluindo Brasil. Também serão oferecidos serviços para facilitar o acesso de atletas a treinadores, nutricionistas e equipes de apoio especializadas em mountain trail.

COMPARTILHE
Sobre Iúri Totti 1069 Artigos
Iúri Totti é jornalista, com mais de 30 anos de experiência na grande imprensa, principalmente na área de esportes. Foi o criador das sessões “Pulso” e “Radicais” no jornal O Globo. Tem 13 maratonas, mais de 50 meias maratonas e dezenas de provas em distâncias menores. "Não me importo em ser rápido. A corrida só precisa fazer sentido, dar prazer."