Mundial de 24 Horas: Americana e lituano são campeões

Com recorde, Camille Herron vence o Mundial de 24 Horas, em Albi, na França
Com recorde, Camille Herron vence o Mundial de 24 Horas, em Albi, na França

A americana Camille Herron e o lituano Aleksandr Sorokin conquistaram, no último fim de semana (26 e 27/10), o Mundial 24 Horas, em Albi, na França. A competição organizada pela Associação Internacional de Ultramaratona teve a participação de 147 mulheres e 205 homens de 45 países. O Brasil participou com dez atletas, com quatro mulheres e seis homens.

Para conquistar o título, Camille percorreu 270,116km em 182 voltas na pista de 1.500m, 1.050m em asfalto e 450m em piso sintético na pista montada ao lado do Estádio Municipal da cidade francesa. Com este resultado, ela é a nova recordista da modalidade. Em segundo lugar ficou a alemã Nele Alder-Baerens, com 254,288km após 171 voltas. Na terceira colocação ficou a polonesa Patrycja Bereznowska, com 247.723 km após 167 voltas. A melhor brasileira foi Neide Rosa de Souza na 70ª posição, com 183,978km após 124 voltas. Maria José Tomaz de Aquino foi a 102ª colocada, com 161,532km. após 109 voltas. Valderes Pereira da Silva terminou na 109ª posição, com 152,401km após 103 voltas. Já Diana Bellon foi a 116ª, com 134,790km após 91 voltas.

Sorokin vence Mundial 24 Horas com 278,972km em 188 voltas

No masculino, Sorokin deu 188 voltas para ser campeão, finalizando as 24 horas com 278,972km. O segundo colocado foi o húngaro Tamas Bodis, com 276,222km após 186 voltas. Na terceira colocação ficou o americano Olivier Lebloand, com 275,485km após 185 voltas. O melhor brasileiro foi Urbano Dario Cracco Júnior, que terminou na 45ª posição após dar 152 voltas e totalizar 226,358km. O desempenho dos outros brasiliros foi o seguinte: Itacir Mochnacz terminou na 62ª colocação, com 214,891km em 145 voltas; Flavio Fernandes Vieira percorreu 206,260km após 139 voltas, terminando em 78º lugar; Luciano Alves de Sousa ficou na 118ª posição após dar 123 voltas e totalizar 182,902km; Gustavo Medeiros de Almeida Santos ficou na 191ª posição, com 104,473km e 71 voltas; e Cleber Isbin foi o 204º, com 25,450km em 18 voltas.

Na competição por equipes, os Estados Unidos foram campeões nas duas categorias. Entre os homens, as distâncias combinadas totalizaram 799,754km. A segunda colocação foi da Hungria, com 782,241km, seguida pela França, com 779,076km. A equipe feminina americana venceu com 746,132km, deixando a Polônia em segundo lugar, com 721,124km, e a Alemanha em terceiro, com 696,846km.

COMPARTILHE
Sobre Iúri Totti 982 Artigos
Iúri Totti é jornalista, com mais de 30 anos de experiência na grande imprensa, principalmente na área de esportes. Foi o criador das sessões “Pulso” e “Radicais” no jornal O Globo. Tem 13 maratonas, mais de 50 meias maratonas e dezenas de provas em distâncias menores. "Não me importo em ser rápido. A corrida só precisa fazer sentido, dar prazer."

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*