Sul-Americano de Meia Maratona: Gilmar Lopes é vice-campeão

Pódio do Sul-Americano de Meia Maratona. o brasileiro Gilmar Lopes, o uruguaio Ronal Nicolás Cuestas e o paraguaio Derlys Ramon Auyala
Pódio do Sul-Americano de Meia Maratona. o brasileiro Gilmar Lopes, o uruguaio Ronal Nicolás Cuestas e o paraguaio Derlys Ramon Auyala

Com o tempo de 1h05m22s, o mineiro Gilmar Silvestre Lopes garantiu, no último domingo (25/8), o vice-campeonato do Campeonato Sul-Americano de Meia Maratona, disputado em Assunção, no Paraguai. O campeão foi o uruguaio Ronal Nicolás Cuestas, com 1h05m05s. Em terceiro lugar ficou o paraguaio Derlys Ramon Auyala, com 1h05m38s. Os argentinos Eulalio Muñoz, com 1h05m44s, e Martín Méndez, com 1h05m55s, terminaram, respectivamente, na quarta e quinta colocações. O peruano Waldir Ureta foi o sexto, com 1h06m57s.

– A prova começou muito lenta por causa do vento, muito forte, mas nos últimos três quilômetros a disputa ficou entre Gilmar e o uruguaio Ronal Nicolás Cuestas, que ficou com o título no último quilômetro – conta o técnico do brasileiro, Adauto Domingues.

Essa foi a terceira participação do brasileiro no Sul-Americano de Meia Maratona. Ele foi campeão em 2015, em Montevidéu, com com 1h05m41s, e vice-campeão em Assunção, em 2016, ficando atrás do peruano Ferdinand Pacheco.

Mineiro de São Miguel do Anta, de 30 anos, Gilmar lidera o Ranking Brasileiro de Meia Maratona de 2019, com 1h04m43s, tempo obtido na Meia Maratona da Maratona do Rio de Janeiro, em junho deste ano.

Brasil é o maior campeão do Sul-Americano de Meia Maratona

O Brasil é o maior campeão do Campeonato Sul-Americano de Meia Maratona, disputado desde 2002, com sete vitórias. Marílson Gomes dos Santos é tricampeão, com títulos em 2008, 2011 e 2013. Além disso, ele é o recordista da distância no torneio, com 1h01m13s, em Buenos Aires, em 2011.

No feminino. a vitória foi da argentina Daiana Alejandra, com 1h13m23s, seu recorde pessoal. A paraguaia Carmen Patricia Martínez, com 1h15m22s, terminou em segundo lugar, seguida da peruana Clara Canchanya, com 1h16m07s. As peruanas Nélida Sulca, com 1h18m09s, e Nicolasa Condorí, com 1h18m51s, ficaram e quarto e quinto lugares, respectivamente.

A competição foi disputada simultaneamente com a Maratona Internacional de Assunção, vencida pelo argentino Orlando Javier Elizeche, em 2h32m00s, seguido pelo americano Hector Ramon Silguero Olmedo, com 2h34m18s, e o paraguaio Raul Vicente Benitez, com 2h36m31s.

COMPARTILHE
Sobre Iúri Totti 951 Artigos
Iúri Totti é jornalista, com mais de 30 anos de experiência na grande imprensa, principalmente na área de esportes. Foi o criador das sessões “Pulso” e “Radicais” no jornal O Globo. Tem 13 maratonas, mais de 50 meias maratonas e dezenas de provas em distâncias menores. "Não me importo em ser rápido. A corrida só precisa fazer sentido, dar prazer."

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*