Sul-Americano de Meia Maratona: Gilmar Lopes tenta o bicampeonato

Gilmar Lopes disputa o Campeonato Sul-Americano de Meia Maratona
Gilmar Lopes disputa o Campeonato Sul-Americano de Meia Maratona

O corredor Gilmar Silvestre Lopes vai representar o Brasil na 14ª edição do Campeonato Sul-Americano de Meia Maratona, neste domingo (25/8), em Assunção, no Paraguai. A competição será disputada ao mesmo tempo que a a Maratona Internacional de Assunção.

O técnico Adauto Guimarães diz que Gilmar está bastante confiante e que dever fazer uma boa prova para tentar o bicampeonato. Em 2015, ele venceu em Montevidéu, com 1h05m41s:

– O objetivo é ser campeão do evento. Ele está bem preparado e quer melhorar a marca pessoal.

Mineiro de São Miguel do Anta, de 30 anos, Gilmar lidera o Ranking Brasileiro de Meia Maratona de 2019, com 1h04m43s, tempo obtido no dia 22 de junho, na Meia Maratona da Maratona do Rio de Janeiro.

O corredor tem experiência na competição. Além da vitória em 2015, em Montevidéu, Gilmar foi vice-campeão em Assunção, em 2016, ficando atrás do peruano Ferdinand Pacheco.

O Brasil é o maior campeão do Campeonato Sul-Americano de Meia Maratona, disputado desde 2002, com sete vitórias. Marílson Gomes dos Santos é tricampeão, com títulos em 2008, 2011 e 2013. Além disso, ele é o recordista da distância no torneio, com 1h01m13s, em Buenos Aires, em 2011.

Marílson Gomes dos Santos é o maior vencedor do Sul-Americano de Meia Maratona
Marílson Gomes dos Santos é o maior vencedor do Sul-Americano de Meia Maratona

No feminino, o Brasil tem quatro conquistas. Adriana Aparecida da Silva é bicampeã, em 2011 e 2012. O Peru é o maior vencedor, com seis vitórias. A peruana Inés Melchor é a recordista, com 1h12m31s, em 2013, em Medelin, na Colômbia.

Lista dos campeões do Sul-Americano de Meia Maratona

  • 2002 – Buenos Aires: Herman Cortinez (ARG), em 1h05m40s, e Erika Olivera (CHI), em 1h14m51s;
  • 2004 – Maracaibo, Venezuela: Lervis Arias (VEN), em 1h06m30s, e Rosa Rodríguez (VEN), em 1h18m46s;
  • 2008 – Rio de Janeiro: Marilson Gomes dos Santos (BRA), em 1h03m18s, e Maria Zeferina Baldaia (BRA), em 1h13m42s;
  • 2009 – Assunção: Clodoaldo Gomes da Silva (BRA), em 1h04m09s, e Jimena Misayauri (PER), em 1h14m38s;
  • 2010 – Lima:  Jhon Cusi (PER), em 1h03m12s, e Jimena Misayauri (PER), em 1h13m32s;
  • 2011 – Buenos Aires: Marilson Gomes dos Santos (BRA), em 1h01m13s, e Adriana Aparecida da Silva (BRA), em 1h13m16s;
  • 2012 – Assunção: Flávio Henrique Guimarães (BRA), em 1h08m23s, e Adriana Cristina Silva da Luz (BRA), em 1h17m50s;
  • 2013 – Medelín, na Colômbia:  Marilson Gomes dos Santos (BRA), em 1h05m36s, e Inés Melchor (PER), em 1h12m31s;
  • 2014 – Assunção: Bayron Piedra (ECU), em 1h09m24s, e Carmen Gloria Martínez (PAR), em 1h16m35s;
  • 2015 – Montevidéu: Gilmar Silvestre Lopes (BRA), em 1h05m41s, e Rocío Marisol Cántara (PER), em 1h16m25s;
  • 2016 – Assunção: Ferdinand Pacheco (PER), em 1h04m32s, e Joziane da Silva Cardoso (BRA), em 1h14m38s;
  • 2017 – Montevidéu: Damião Ancelmo de Souza (BRA), em 1h05m52s, e Clara Canchanya (PER), em 1h15m39s; e
  • 2018 – Paramaribo: José Luis Rojas (PER), em 1h08m40s, e Talía Valdivia (PER), em 1h20m21s.


COMPARTILHE
Sobre Iúri Totti 951 Artigos
Iúri Totti é jornalista, com mais de 30 anos de experiência na grande imprensa, principalmente na área de esportes. Foi o criador das sessões “Pulso” e “Radicais” no jornal O Globo. Tem 13 maratonas, mais de 50 meias maratonas e dezenas de provas em distâncias menores. "Não me importo em ser rápido. A corrida só precisa fazer sentido, dar prazer."

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*