UB515 abre candidaturas para oitava edição, em 2021

Largada da UB515 Brasil Ultra Triathlon 2019, em Ubatuba. (DivulgaçãoSandra Guedes)
Largada da UB515 Brasil Ultra Triathlon 2019, em Ubatuba. (DivulgaçãoSandra Guedes)

A UB515 Brasil Ultra Triathlon – competição disputada, em três dias, nos mesmos moldes do Ultraman Havaí, com 10km de natação, 421km de ciclismo e 84,4km, totalizando 515km – está com seu período de candidaturas aberto. A oitava edição está programada para acontecer entre os dias 30 de abril e 2 de maio de 2021, com largada e chegada em Ubatuba, no litoral paulista. A edição 2020 foi cancelada por causa da pandemia da Covid-19.

Para participar da UB515 Brasil Ultra Triathlon  não basta se inscrever, é necessário que o atleta se candidate e, após a análise de currículo esportivo e entrevistas individuais com os diretores de prova, seja admitido pela organização. O objetivo deste processo é identificar os atletas com maior experiência em ultradistâncias e afinidade com o propósito do evento.

Os organizadores veem o triathlon não como um fim em si, mas um meio para algo maior, um ressignificação do que seja a humildade e que deixe no atleta um legado na sua vida pessoal e não apenas na sua vida esportiva. Esta visão é retratada nas palavras havaianas Aloha (amor), Ohana (família) e Kokua (solidariedade) e no lema “live the journey, be humble” (viva a jornada e seja humilde).

UB515 repete percurso de 2019

Andrius Luna, um dos diretores do UB515, confirmou que para 2021 os trechos não serão alterados. “Em 2019, fizemos alterações significativas nos percursos dos segundos e terceiros dias para aumentar a segurança dos atletas, equipes e otimizar a logística. Sabemos que o Dia 3 ficou bastante desafiador, mas todos os feedbacks dos atletas foram positivos e decidimos que para 2021 não faremos alterações”, revelou ele. que já cria expectativas para 2022. “Daqui a dois anos provavelmente será outra história. Temos um carinho enorme pela Serra do Piloto”.

Situada entre Mangaratiba e Rio Claro, no Rio de Janeiro, a Serra do Piloto fez parte do percurso de bike do evento até a edição de 2018. Ela é considerada pelos atletas como o trecho mais duro do desafio, sendo responsável pela maioria dos cortes e abandonos do segundo dia de ciclismo.

Triatletas no segundo dia da UB515 Brasil Ultra Triathlon, em 2019. (Divulgação/Sandra Guedes)
Triatleta no segundo dia da UB515 Brasil Ultra Triathlon, em 2019. (Divulgação)

A diretora Ana Lúcia Gil, moradora de Ubatuba, ex-triatleta profissional e finisher do Campeonato Mundial de Ironman, torce por uma maior participação feminina na edição Ano Oito. “Todos os anos nesta fase nós, organizadores, criamos uma grande expectativa sobre a participação feminina no evento. São memoráveis as participações de atletas como Paula Miotto, Rosecler Costa, Vanuza Maciel, Luiza Tobar, Carla Guerra, Livia Bustamante, Fernanda Morais e Marcia Mendes”, afirma Ana Lúcia.

Prova já tem seu protocolo de segurança para Covid-19

“Ubatuba tem grande afinidade com o UB515 e seus valores. Estamos entusiasmados para trabalhar muito nos próximos dez meses, pois em 2020 sentimos muito a falta da Ohana UB em nossa comunidade”, afirma Maurício Abraão, também diretor do evento e morador da cidade.  

O diretor Alexandre Luna informou que as datas do Ano Oito serão confirmadas de acordo com as liberações das autoridades estaduais e municipais nos próximos meses. “Nossos protocolos de segurança já foram construídos e estão prontos para serem postos em prática. Estamos aptos a realizar o UB no chamado ‘novo normal’, mantendo o mesmo espírito e entusiasmo para que todos os envolvidos possam mais uma vez viver uma experiência disruptiva e transformadora em suas vidas. Esta é a nossa missão”.

Para maiores informações sobre o evento e seu processo de candidatura, visite o www.ub515.com.br.

” target=”_blank” rel=”noreferrer noopener”>site da prova.

COMPARTILHE
Sobre Iúri Totti 1035 Artigos
Iúri Totti é jornalista, com mais de 30 anos de experiência na grande imprensa, principalmente na área de esportes. Foi o criador das sessões “Pulso” e “Radicais” no jornal O Globo. Tem 13 maratonas, mais de 50 meias maratonas e dezenas de provas em distâncias menores. "Não me importo em ser rápido. A corrida só precisa fazer sentido, dar prazer."

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*