Joshua Cheptegei corre atrás do recorde dos 10.000m

Ugandense Joshua Cheptegei vai tentar quebrar o recorde mundial nos 10.000m em outubro. (World Athletics:Divulgação)
Ugandense Joshua Cheptegei vai tentar quebrar o recorde mundial nos 10.000m em outubro. (World Athletics:Divulgação)

O dia 7 de outubro promete. Nesta data, o ugandense Joshua Cheptegei tentará bater o recorde dos 10.000m, que pertence há mais de 15 anos ao etíope Kenenisa Bekele. Em 26 de agosto de 2005, em Bruxelas, ele marcou 26m17s53.

A tentativa será em Valência, na Espanha, no NN Valencia World Record Day, na pista de atletismo do Estádio del Turia, respeitando todas as normas de segurança em tempo de pandemia.

O evento é organizado pela SD Correcaminos e pela Nationale-Nederlanden Running Team e faz parte da estratégia #EActíVateSportdo do projeto Valencia Ciudad del Running, da Fundação Trinidad Alfonso, para promover a reativação dos eventos esportivos da cidade. 

As chances de sucesso de Cheptegei, que faz parte da NN Running Team, são grandes. Há pouco mais 15 dias ele tirou do próprio Bekele o recorde dos 5.000m. Na etapa da Diamond League, em Mônaco, no dia 14 de agosto, ele fez 12m35s36, superando os 12m37s35 do etíope, obtido em 2004.

Bekele torce pela nova façanha de Cheptegei 

“Estou muito animado por ter a oportunidade de lutar pelo recorde mundial dos 10.000m”, disse Cheptegei. “Como pude mostrar em Mônaco, estou em ótima forma, então gostaria de aproveitar ao máximo para buscar este recorde mundial. Essa marca de Kenenisa é uma das mais difíceis de ser superadas, mas como continuo treinando bem, isso me dá a segurança para ter outro recorde mundial.

“Fiquei muito feliz que o recorde dos 5.000m foi quebrado por Joshua, meu companheiro na NN Running Team. Ele é um dos melhores talentos da atualidade e está em excelente forma. Desejo o melhor para que ele possa quebrar o recorde mundial de 10.000m”, afirmou o atual recordista.

COMPARTILHE
Sobre Iúri Totti 1035 Artigos
Iúri Totti é jornalista, com mais de 30 anos de experiência na grande imprensa, principalmente na área de esportes. Foi o criador das sessões “Pulso” e “Radicais” no jornal O Globo. Tem 13 maratonas, mais de 50 meias maratonas e dezenas de provas em distâncias menores. "Não me importo em ser rápido. A corrida só precisa fazer sentido, dar prazer."

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*