Meia Maratona: Letesenbet Gidey é recordista mundial

A etíope Letesenbet Gidey venceu a Meia Maratona de Valência com 1h02m52s, novo recorde mundial da distância. (Divulgação)
A etíope Letesenbet Gidey venceu a Meia Maratona de Valência com 1h02m52s, novo recorde mundial da distância. (Divulgação)

Com 1h02m52s, a etíope Letesenbet Gidey não só venceu a Meia Maratona de Valência, no último domingo (24), como cumpriu a promessa de fazer o melhor tempo da história na distância. Ela conseguiu baixar em mais de um minuto o recorde mundial anterior, que pertencia a Ruth Chepng’etich. A queniana fechou a Meia Maratona de Istambul em 1h04m02s, em 25 de janeiro de 2019. 

O desempenho de Letesenbet, que estreava na distância, na cidade espanhola fez com que ela se tornasse a primeira a correr os 21km com pace abaixo do 3 minutos por km. Sua média na prova foi de 2m59m/km, resultando no recorde de 1h02m52s.

“Quero agradecer a todos que me ajudaram a conseguir isso. Eu amo Valência. É uma cidade maravilhosa e é quase uma segunda casa para mim. Corri muito rápido na primeira parte da corrida, mas tive que treinar forte para isso, até 30 quilômetros. E aqui está o resultado”, afirmou a recordista após a prova.

Segunda colocada na Meia Maratona de Valência também supera recorde anterior

A confiança da etíope em sua performance superou a falta de experiência em uma meia marartona. Letesenbet dominou os 21km em todos os momentos, não dando chances para as rivais compatriotas Genetu Molalign e Yalemzerf Yehualaw. 

A performance de Letesenbet fez com que Yalemzerf Yehualaw, segunda colocada, cruzasse a linha de chegada em 1h03m51s, também abaixo do recorde mundial anterior. A queniana Sheila Chepkirui terminou em terceiro com 1h04m54s. Além disso, em oitavo lugar, ficou a também queniana Joyciline Jepkosgei que, em 2017, estabeleceu o recorde mundial da meia maratona em 2017, com 1h04m51s, em Valência.

Este é o terceiro recorde mundial de Letesenbet. A medalha de bronze nos 10.000m dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2021, já é dona da melhor marca nos 5.000m e 10.000m.

No masculino, vitória por2 segundos de diferença

A vitória no masculino foi decidida nos metros finais. O queniano Rhonex Kipruto liderava a Meia Maratona de Valência, mas foi superado pelo compatriota Abel Kipchumba, que fechou com com 58m07s. Dois segundos depois chegou Kipruto. O terceiro colocado foi o também queniano Daniel Mateiko, com 58m26s.

Com estes resultados, a Meia Maratona de Valência passa a ser a única prova que detém o recorde mundial masculino e feminino da distância. Além disso, oito dos dez melhores tempos de meia maratona da história para homens e três no ranking feminino foram obtidos na cidade espanhola. (Iúri Totti)

COMPARTILHE
Sobre Iúri Totti 1152 Artigos
Iúri Totti é jornalista, com mais de 30 anos de experiência na grande imprensa, principalmente na área de esportes. Foi o criador das sessões “Pulso” e “Radicais” no jornal O Globo. Tem 13 maratonas, mais de 50 meias maratonas e dezenas de provas em distâncias menores. "Não me importo em ser rápido. A corrida só precisa fazer sentido, dar prazer."